Tuesday, September 26, 2006

Sobre ódio e inveja.


Caramba, pq raios vc odeia tanto o Ve'rissimo. Não será inveja?
Ane Brasil

Odiar o Verissimo? Eu?
O ódio é um sentimento estranho. Na Bíblia uma pessoa que odeia outra é considerada assassina. 1 Carta de João capítulo 3, versículo 15 diz: "Todo aquele que odeia seu irmão é homicida, e vós sabeis que nenhum homicida tem permanecente nele a vida eterna". Odiar alguém é coisa séria.
Eu, sendo um apreciador da Bíblia, tento não desenvolver esse tipo de sentimento contra pessoas. Mas, o ódio em si não é condenado na Bíblia. Muito pelo contrário, é até incentivado. Explico. Diversas vezes a Bíblia fala sobre "odiar o que é mau" (Salmo 97, vers.10; Carta de Paulo aos Romanos capítulo 12, versículo 9 etc). Sendo assim, eu odeio o ato de roubar, por exemplo, mas não posso odiar o ladrão.
Quanto ao Verissimo, eu jamais poderia odiá-lo. É um senhor simpático e educado. Já o assisti em entrevistas ao vivo. Fui vê-lo na Bienal de 2003 e pedi um autógrafo no então recém lançado livro "Banquete com os Deuses" que guardo até hoje. Tenho até hoje uma foto dele ao lado de minha esposa. Cresci lendo Verissimo. A velhinha de Taubaté, o Analista de Bagé e as Cobras são personagens onipresentes em minha infância e adolescência. Meus livros de "Comunicação & Expressão" eram repletos de crônicas do Verissimo.
Tenho quase todos os livros do Verissimo e sou capaz de reconhecer um apócrifo quando leio um. Então, eu posso dizer que sou mais um dos milhares de fãs que o Verissimo tem no Brasil. Contudo, Verissimo assume uma posição político-ideológica insustentável no mundo moderno: O Socialismo. Além disso, duas outras coisas me incomodam nele: Seu agnosticismo e relativismo moral. Tire esses três elementos e teríamos um sujeito perfeito.

Invejar o Verissimo? Eu?
A inveja costuma ser classificada como algo essencialmente ruim. E de fato é. Na Bíblia, a inveja é condenada com veemência na Carta de Paulo aos Romanos capítulo 1, versículos 29 até o 32.
E talvez a Ane tenha acertado em parte ao sugerir que invejo o Verissimo. Na verdade, eu invejo o modo de escrita dele. Ele é preciso e tem talento para juntar palavras como poucos. Faz as melhores crônicas cômicas do cotidiano moderno. Eu gostaria de escrever como ele. Se isso é inveja, Ane está certa: Invejo o Verissimo.
Mas, se inveja é algo rancoroso, ou um sentimento de que a pessoa não merece ter o talento e o reconhecimento que tem, então Ane está errada: Não invejo o Verissimo. Acho que Verissimo merece a fama e o sucesso que tem. Não só por ser filho do Érico, mas por ser, dentro de sua categoria, claro, um bom escritor.
É uma pena que ele justifique a bandalheira do PT, e faça vista grossa a malandragem do partido operário, quando costumava "descer o pau" na bandalheira praticada por outros partidos. Para um adepto do relativismo moral isso deve ser comum. Então, enquanto o Verissimo defender um conceito que considero nocivo sob qualquer ponto de vista e apelar para mentiras (que para ele deve ser algo relativo também) para defender o tal conceito, comentarei suas crônicas sempre que eu julgar necessário.

1 comment:

João Batista said...
This comment has been removed by the author.