Thursday, November 09, 2006

Eu odeio o horário de verão!



É uma afronta ao cidadão! Quando eu começo a me acostumar com essa porcaria ela acaba!

16 comments:

Luc said...

Puxa...Eu gosto tanto de horário de verão!

É que eu saio às 18:00 hs, e é tão bom pois ainda está claro, dá a falsa sensação de que eu ainda tenho um pouco do dia para "viver".

Blogue da Magui said...

Sabe que eu gosto. Pego praia no verão dentro do horário que não estraga a pele!!!

Luc said...

Jogando conversa fora...

Não sei por quê os leitores do Rei detestam o tal do Minotauro (desculpe, é inevitável...rsrs).
Fiquei curiosa e fui no blog do tal Mino, sabe o que eu achei???

O pessoal pega muito pesado, o cara até dá umas excelentes dicas de culinária...

Ê povinho parcial, sô!

Blogildo said...

O meu problema com o horário de verão é a mudança. Se a gente fixasse o horário de verão e não me incomodaria. O meu problema é ter meu fuso horário alterado arbritrariamente duas vezes por ano pelo Estado. É isso que me incomoda. Em fevereiro reclamarei de novo!


O Mino é uma figura. O cara se orgulha de usar uma Olivetti. Não dá pra levar muito a sério, né?

Luc said...

Jogando conversa fora II

Já ouviu falar de Pulsa Denura??? ou A Maldição da Cabala? Parece título de filme de terror...rs

Li esses dias que os judeus ortodoxos jogaram a tal maldição de morte nos organizadores da passeata gay, dizem que o rabin morreu pq jogaram essa tal maldição nele...Olha que perigo!

Eu que achava que bruxas não existiam, hein? kkkkk

Blogildo said...

Eu não conheço esse negócio, não. Por sinal, eu conheço pouco a Cabala.
Mas, que bruxas existem, existem.

Luc said...

Jogando conversa fora III

Eu me incomodo com gente radical... De direita ou de esquerda. Gosto de gente inteligente na mão contrária, gente que traga nova perspectiva com clareza e lógica. Anda tão difícil encontrar gente assim...

Andei entrando prá bisbilhotar em algumas comunidades no orkut...Tanto as de lá quanto as de cá. As pessoas em geral, gritam muito e argumentam pouco e a maioria, de uma ingenuidade de dar pena. Eu nem perco mais meu tempo.

Vi um comentário no post sobre IDH, de um tal de João Paulo, discordando do tio Rei...Gostei do moço...

Blogildo said...

Sei lá, Luc. Achei o cara meio afetadinho. Por exemplo, ele não diz que não se fez entender. Afinal, o que é “homologia” e “estruturalmente incompatível”? Não, em vez disso, ele diz que o Rei é que o entendeu errado. Saca? A culpa é sempre do outro.
“Era para ser uma blague, embora, no fundo, seja uma crítica”. Pombas! Ele queria fazer uma blague ou uma crítica? Depois ele diz que pretendia fazer paródia. O cara quer blague, crítica ou paródia?

O cara é um poço de contradições. Ele reconhece que em blogs a brevidade é essencial, ao mesmo tempo que diz que a visão de “dinâmica histórica” (?) do Rei é pobre. Pior, o “positivismo eclético”(?) dele não é novidade. Na boa, não vejo nada de eclético em Reinaldo Azevedo. Muito pelo contrário.

O que seria um catolicismo e moralismo estreito? Existe um catolicismo e moralismo não-estreito?

Diz não compreender a falta de bom-humor do Reinaldo. Pô! O Rei fez graça o tempo todo.

O cara se trai e mostra seu petralhismo quando diz duas coisas:
1) “na história os socialistas não foram responsáveis por avanços que levaram à democracia tal qual entendida hoje.” Qual foi o avanço mesmo dos socialistas para as democracias mesmo? Ele não cita um miserável exemplo!
2) “não seria difícil afirmar que as ações cometidas em nome da Santa Madre Igreja já estavam dadas no nascedouro da mesma, ou melhor dizendo, na medida em que não é difícil encontrar textos explícitos sobre o que fazer com os não fiéis”. Eu não sei o que ele considera o “nascedouro da Santa Madre Igreja”. Se ele se refere a Jesus e aos apóstolos, como o fez no texto inicial (devidamente desancado pelo Reinaldo) ele está falando uma bobagem da grossa. Afinal, não há absolutamente NADA no novo testamento que justifique os crimes da Igreja Católica na Idade Média.

Enfim, esse João Paulo não me convence...

Blogildo said...

Ah! O Reinaldo já detonou o texto do cara. hehehehehehe!

Luc said...

Eu não vi o texto inicial dele, nem sei quem é a criatura, mas você há de convir que em se tratando de petralha ele escreve melhor que o Sader e a Chauí, e fala sem cuspir....rsrs
Afetadinho? Nem achei não, sabe!

Não sou especialista em igreja católica, mas existem correntes bem liberais dentro da mesma, liberais demais, eu diria, quanto a moralismo que não estreito, ô! é o que mais tem, vide ética "Espinozeana" petista...

O Rei faz graça o tempo todo...mas não sei como se comporta quando fazem graça com a cara dele.

Também não acho nada de errado na frase: “Era para ser uma blague, embora, no fundo, seja uma crítica”. Você quer fazer uma piadinha e se dá conta de que esta pode não ser tão engraçada assim para quem vai ouvi-la, quer fazer uma graça, mas esta não deixa de ser uma crítica...Aliás até gostei da frase.

Eclético? Eu acho que sim, o Rei passeia pelo Rock, culinária e poesia na maior tranquilidade. Você não acha?

Ele tenta alfinetar o Rei dizendo que não é novidade (então ele imita alguém, quem?)é implicância clara...mas não é baixo nível, tanto é que o Rei deixou passar...Sai do nível petralhístico dominante, que é baixaria sem nenhuma argumentação.

Veja bem, não é uma questão de concordar ou não com o cara, eu sou uma pessoa pró indivíduo, e me é difícil entender que pessoas achem que o Estado possa saber o que é melhor prá nós...Por outro lado, sim quando Marx escreveu suas baboseiras vivia em outra realidade...Sim, concordo que a divergência sempre é construtiva para democracia. Algumas coisa realmente não entendi, fiquei com a sensação de vácuo, por não ter lido o texto que deu origem à discussão.

Ricardo Rayol said...

Nem me diga!

Márcia Araújo said...

Ainda bem que o nordeste está fora - heheheh

Blogildo said...

Luc, o texto "original" do João Paulo foi o seguinte:

"Você nunca leu Marx, não é mesmo? Se lesse, saberia que ele nunca formulou, por exemplo, uma teoria do Estado (até por que o marxismo é estruturalmente incompatível com tal reflexão). Sequer pensou na Revolução, ou em como se daria a transição para a sociedade socialista. Logo, afirmar que na obra dele está alguma indicação sobre Gulags e processos sumários, é cretinice intelectual.
Assim sendo, para continuar a usar seu linguajar, culpar Marx por, sei lá, Stalin, é uma indigência histórica. É como culpar Jesus ou os Apóstolos, pelo genocídio na América, ou pelos Pogroms, ou ainda pela escravidão africana. A homologia é perfeita, não é mesmo?"

Na boa, achei esse texto babaca. O segundo - que vc leu - é melhorzinho. Mas, ainda assim, revela umas bobagens. Veja como o cara faz uma comparação totalmente imbecil para livrar a cara de Marx.

João Batista said...
This comment has been removed by the author.
Anonymous said...

Nao axo certo o horário de verão pq não é para todos os estados do Brasil o que eu acredito ser um erro, só atinge 12 estados sendo que o Brasil possui 26 estados e um distrito federal.Atingindo somente as regiões sul, sudeste e centro-oeste juntamente com a Bahia e o restante?

Inspirate Housewife said...

Estou com você. Também odeio o horário de verão. Dá uma olhada no meu blog onde também falo sobre isso no "Boca no Trombone":
http://www.inspiratehousewives.blogspot.com/
Abraço em Cristo
Inspirate Housewives